quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Pintura Chinesa de Presente


Há alguns dias ganhei um presente típico chinês e não poderia deixar de mostrar para vocês. Dentro de uma caixinha super fofa, uma pintura chinesa em uma folha seca!

O trabalho é extremamente delicado. Primeiro porque exige muito cuidado para que a folha, já ressecada, não esfarele, segundo porque a superfície não é perfeitamente plana e as nervuras atrapalham o traço do desenho.

Tirei algumas fotos bem de perto para se ter uma noção de como o trabalho exige paciência do artista, coisa de chinês!











quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

As Quatro Flores Nobres - Si Junzi

Muito comum encontrar pinturas e obras de arte de flores na cultura chinesa. Provavelmente, em uma porcelana, um quadro ou até mesmo em uma camiseta você já deve ter visto um flor desenhada. Na verdade essas flores que normalmente aparecem são específicas e tem um significado próprio.

A flor da ameixeira, a orquídea, o bambu e o crisântemo juntos compõem "as quatro flores nobres", representando quatro diferentes virtudes que são consideradas as mais relevantes na cultura chinesa.

Flor da Ameixeira:
Uma vez que estas flores brotam durante o inverno, elas são o símbolo da força interior e da fé diante de situações adversas.

Orquídea:
As orquídeas usualmente crescem em vales sem pessoas para admirá-las. Elas não possuem cores muito diversas mas são muito perfumadas. Elas representam a virtude de manter elevados padrões de moral sem buscar o reconhecimento.

Bambu:
Ao invés de possuírem muitos galhos, o bambu cresce sempre reto. Eles representam a retidão do homem.

Crisântemo:
Enquanto todas as flores começam a murchar no começo do outono os crisântemos florescem. Eles simbolizam a coragem frente a adversidade.

Portanto, ao dar de presente uma pintura ou mesmo a flor propriamente dita, os chineses querem expressar o reconhecimento, na pessoa presenteada, da virtude que a flor simboliza.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Comilança em Barcelona

Impossível não comer bem nessa cidade. Qualquer boteco serve boa comida se soubermos escolher.

As tapas podem ser uma boa opção quando não se quer algo muito elaborado. Em porções pequenas dá para experimentar várias antes de ficar satisfeito!

As paellas, para mim uma marca registrada da Espanha, exigem um pouco mais de cuidado. Acontece que muitos bares e restaurantes trabalham com paellas congeladas. Normalmente, o estabelecimento informa ao cliente, se perguntado. Existem também nos cardápios a marca da paella, caso ela seja industrializada. Os restaurantes fazem isso para reduzir os custos, claro, e para agilizar o serviço já que uma paella fresca leva um certo tempo para o preparo.

Os frutos do mar, por sua vez, são frescos em praticamente todos os lugares! Difícil errar! Barceloneta talvez seja o lugar mais certeiro para comer frutos do mar de boa qualidade.

Outro bom lugar para comer frutos do mar fresquinhos é o Mercado La Boqueria. Acontece que lá sempre é muito cheio, o que não permite uma refeição mais tranquila. No entanto, vale muito a pena experimentar!

Os doces são um tentação infinita! As patisseries de Barcelona são uma atração por si mesmas, com suas vitrines de esculturas de chocolate e seus doces lindos de viver.

Em resumo, uma visita à cidade pode lhe custar com alguns quilos extra na balança, porém, o prazer da boa comida mais do que compensa!







Batatas Bravas: Olhando nem parece tão especial assim, mas virou o meu vício!