quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Celular chinês!


Os últimos posts eu dediquei somente a Dubai, mas o blog Minha Casa no Mundo não vai falar só de uma única viagem.

Hoje eu vim falar da China e de detalhes que talvez sejam novidade para vocês.

No Dia dos Namorados, que aqui na China também é comemorado no dia 14 de fevereiro eu ganhei do meu amor um celular lindão! Pois é, o post é sobre o celular.

Na China, ainda mais que no Brasil, todo mundo tem um celular. Acontece que tem muito mais chinês que brasileiro, logo o mercado de celulares aqui é muito mais intenso! Um fato interessante é que o seu número de celular é único para toda o país. Se eu preciso ligar para um amigo que tem celular de Pequim eu não uso o prefixo da cidade, eu ligo direto o número dele. Dá para imaginar então a quantidade de dígitos que tem cada número de celular levando em conta que cada chinês terá um número diferente??? Pois é, são 11 dígitos!!!!! Haja memória para decorar o número de alguém!

Voltando a falar do meu celular, ele é da marca Huawei. Essa marca concorre aqui com a Apple. Claro que assim como no Brasil a Apple é fortíssima e todo chinês, ou quase todo, preferiria ter um Iphone ao invés de um Huawei, mas eu lhes digo que o meu celular é fantástico!!!!! Ele tem tudo que um Iphone tem e é mais barato.

Aqui estão as fotos do meu lindinho. Quando a Huawei chegar no Brasil, que vai chegar, se joguem sem medo. O celular é ótimo!






 
 

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Fotos - Dubai

Sempre que você faz uma viagem e conta para um amigo a primeira coisa que ele fala é : "Deixa eu ver as fotos?" Que graça teria viajar se não pudesse  mostrar para os amigos como foi a viagem?  Bem, então, depois de alguns posts só falando, chegou a hora de mostrar alguma coisa do que vi.











Bem, essas são apenas algumas. Nos próximos posts mostrarei mais dividindo por assunto. Todas elas, ou praticamente todas, foram tiradas pelo meu marido, o fotógrafo oficial da família!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Chegada - Dubai


A cultura árabe sempre me chamou atenção pela riqueza dos detalhes e as cores, muitas cores! Nas roupas, na arquitetura, na comida, tudo é muito rico, colorida e elaborado. A viagem para Dubai foi esperada, sonhada.

Já no aeroporto podemos ver como a cidade foi construída de fato para chamar atenção! Um mega aeroporto, limpo, claro, eficiente. Pela primeira vez entrei em um elevador tão grande que possui mais de uma porta, dispostas lado-a-lado para as pessoas entrarem. As crianças se divertiram!

No caminho para o hotel minha primeira impressão foi de uma cidade moderníssima, com prédios luxuosos, mas a princípio com poucos exemplares da arquitetura tipicamente árabe, mas, felizmente foi apenas minha primeira impressão! A cidade antiga foi uma descoberta do segundo dia.

Nosso hotel era muitíssimo bem localizado, escolhido a dedo pelo meu querido marido que faz isso melhor que ninguém! Cercado de enormes shopping centers que  nos ajudaram muito, todos os dias, a encontrar um lugar legal e diferente para jantar depois de passearmos durante o dia. Os hotéis que ficamos em Dubai merecem posts à parte.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Primeira Vez - Dubai

O Post Primeira Vez é um post que pretendo repetir sempre, a cada viagem, contando o que fiz, vi e experimentei pela primeira vez.
Em Dubai foi isso que fiz pela primeira vez:
  • Andei de camelo;
  • Passei 4 dias em um deserto;
  • Segurei um falcão no braço;
  • Conheci um emirado;
  • Comi falafel;
  • Entrei em um restaurante árabe e não pedi quibe nem esfirra;
  • Fiz compras em um autêntico mercado de especiarias;
  • Ouvi um chamado público para oração nas mesquitas.

Dubai

No final de 2012, fiz uma viagem que há muito planejava, Dubai! Sempre tive curiosidade de conhecer os Emirados Árabes e achei que Dubai seria um caminho fácil. Digo isso porque os Emirados, assim como a China, possuem inúmeras barreiras para os turistas ocidentais. A língua, a religião e a enorme diferença cultural são algumas delas. Dubai, no entanto, é mais ocidentalizada e isso facilita demais o turismo de quem vai, como eu e minha família, sem guia, sem agência e sem referência nenhuma de nada!
Todo mundo com quem tivemos contato falou inglês conosco, vendedores, taxistas, funcionários de shoppings, lojistas, etc. Até mesmo pessoas mais simples, vendedores ambulantes, nos mercados de especiarias e de ouro, todo mundo usava o inglês espontaneamente. Isso facilita muito a vida de qualquer turista! Ponto positivo para Dubai!
Quanto a questão cultural e religiosa, Dubai também não é um problema para nós ocidentais. Apesar de nos depararmos com inúmeras mulheres de burca e os constantes chamados para orações na sinagogas, usei meus shorts, não cobri o cabelo, beijei meu marido e não chamei atenção de ninguém por isso!
Recomendo demais Dubai.
Nos próximos posts contarei mais sobre os hotéis, meios de transporte, restaurantes, pontos turísticos, shoppings, mercados de ouro e especiarias e as peculiaridades únicas de Dubai.
Beijos e até lá.