sábado, 23 de março de 2013

Pincéis Chineses

Como vocês devem saber o mandarim é uma língua pictográfica ao invés de alfabética, o desenho de cada caracter tem uma razão de ser que explica o seu significado. O caracter “pessoa”, por exemplo, lembra alguém caminhando.

Escrever bem esses caracteres que lembram desenhos, já faz de qualquer texto comum algo bonito de ser apreciado. Até mesmo usando uma caneta, a escrita do mandarim já é impressionante. Imaginem então um calígrafo com papel de arroz e pincel na mão. O resultado é uma obra de arte! A prática da caligrafia chinesa tradicional é muitíssimo admirada pelos chineses. Um texto escrito em mandarim por um bom calígrafo pode valer bastante dinheiro por aqui!

Para executar o seu trabalho, o calígrafo precisa de quatro elementos básicos: o papel, a tinta, o pincel e o tinteiro. O uso do pincel para o desenho dos ideogramas é fundamental pois um caracter exige diferentes espessuras ao longo de sua escrita e somente com o pincel o calígrafo pode imprimir a força exata para dar a espessura do traço ideal. Isso não quer dizer portanto que não se use papel comum e caneta para escrever em mandarim, claro, mas mostra  importância do pincel para a escrita perfeita da língua.

Os verdadeiros calígrafos chineses afirmam que a mão deve seguir a mente enquanto se escreve enquanto os pensamentos e a energia vital se concentram na ponta do pincel para que o estado da mente se incorpore à escrita. Apenas dessa maneira as mãos manejarão livremente o pincel como se a serpente se arrastasse e o dragão voasse.

Quem já viu um calígrafo escrevendo em mandarim sabe do que eu estou falando. O pincel parece ter vida própria e dançar sobre o papel sendo conduzido pela mão do calígrafo. O resultado de tudo isso não poderia ser diferente, uma obra de arte, claro!

Como vocês podem ver o pincel é a estrela da caligrafia. Mas ele também pode ser por si só uma obra de arte. Podem-se encontrar pincéis feitos dos mais diferentes tipos de materiais, com a ponta confeccionada a partir de pelo de coelho, crina de cavalo, entre outros, e com cabos feito de marfim, jade, cristal, ouro, prata, porcelana, bambu, chifre de boi e muitos outros materiais. Para cada um desses materiais utilizados para a confecção dos cabos existe um trabalho, um desenho, uma arte impressa.

Adoro os pincéis chineses. Não os utilizo para escrever, coleciono-os como obra de arte e os uso para decorar minha casa.

Aqui estão eles!
 

 Normalmente eles são bem grandes!

 Detalhes da caligrafia impressa no cabo.

 Esse tem um desenho de dragão entalhado no cabo. Um dos meus favoritos!


Cabo entalhado em baixo relevo

 Esse é um pendurador com 14 pincéis diferentes. Quanta criatividade!


 Cabos em jades e pedras naturais
 Espero que tenham gostado! Beijos a todos.