sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Mesquita Azul


A Mesquita Azul, ou Blue Mosque, ou ainda Mesquita de Sultanahmet é, sem dúvida, uma das obras mais belas e grandiosas de Istambul. Foi construída entre 1606 e 1616, a pedido do Sultão Ahmet que desejava que sua obra fosse ainda mais imponente que a, já então construída, Basílica de Santa Sofia que fica ao lado.

O nome Mesquita Azul é justificado pelos mais de 20 mil azulejos que a revestem. Sendo a única dentre as inúmeras mesquitas da cidade a possuir seis minaretes, a Mesquita Azul é, há mais de 400 anos, o cartão postal da cidade.

A Mesquita de Sultanahmet, além de ponto turístico, é ainda muito utilizada pelos mulçumanos para orações. Durante os horários de oração, não é permitida a entrada de turistas. Elas acontecem 5 vezes por dia, sendo a primeira ao nascer do sol e a última quando o sol se põe. A combinação por-do-sol com o som que ecoa vindo dos minaretes da Mesquita com os chamados para as orações compõem uma atmosfera única que vou carregar comigo como sendo a melhor lembrança de viagem da Turquia!

Aqui está um vídeozinho que fiz com o som do chamado para a oração. Desculpem a qualidade, que é péssima, gravei no meu celular enquanto o ônibus vermelho, no qual eu estava, se movimentava!

 



terça-feira, 27 de agosto de 2013

Cenário Turco


Minha viagem para a Turquia me trouxe excelentes surpresas! A primeira delas foram as sensações antagônicas que a cidade desperta nos turistas. O contraste do velho e do novo, do moderno com o tradicional, do rigor da religião com a liberdade de expressão.

Istambul é a única metrópole do mundo situada em dois continentes, Europa e Ásia, o que por si só já manifesta na cidade uma fascinante mistura do oriente com o ocidente.

Cheguei em Istambul em meio a protestos contra o governo e encontrei uma cidade vivendo clima de mudança. O governo atual, há cerca de dez anos no poder, possui um perfil conservador religioso. A Turquia, por outro lado, se transformou em uma nação laica, ainda que abrigue inúmeros mulçumanos, judaicos e cristãos ortodoxos. Durante as décadas de 1980 e 1990 a Turquia viveu ditaduras militares onde os conservadores islâmicos eram perseguidos e agora, com o novo governo, esses religiosos voltaram a ter vez.

Não fazia a menor idéia de todo esse cenário até colocar os pés lá e ter uma visão geral da coisa. Enquanto fazíamos turismo, encontrávamos pela cidade manifestações, barricadas policiais e praças com vestígios de protestos contra o governo. Mas foi tudo muito tranquilo, não presenciamos, absolutamente nada perigoso! Vimos só a fumaça, o fogo não!  

Também não imaginava encontrar tanta manifestação expressa da religião. Chamadas para orações por toda cidade, mesquitas repletas de fiéis, pessoas orando nas lojas, nas ruas, mulheres completamente cobertas, algumas com burca e outras com roupas comuns mas que só mostravam as mãos, os pés e o rosto. Cabeça descoberta nem pensar! Diante de tudo isso, guardei todos os shorts e saias que havia planejado para o escaldante verão europeu e me cobri da minha maneira, calça jeans e camiseta!

Infelizmente não tive a oportunidade de viajar pela Turquia e conhecer as demais regiões turísticas do país. Fizemos um passeio à pé, ao lado do Bósforo, ao meio-dia e em pleno verão (coisa de turista!), o que acabou me rendendo uma dor de garganta com direito a febre e tudo mais o que me desencorajou a pegar outros vôos para a Capadócia, por exemplo. No entanto isso não fez, de maneira alguma, com que a viagem fosse menos interessante. Istambul por si só já é museu a céu aberto, sem contar com as paisagens belíssimas de tirar o fôlego! Essa foi mais uma viagem maravilhosa!!!!!

Nos posts a seguir colocarei um ponto turístico por vez e suas respectivas fotos.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Estou de volta!!!

Voltei! Muitos dias se passaram desde o meu último post. Gostaria muito de não ter ficado tanto tempo ausente! Senti muita saudade do blog, de contar minhas histórias para vocês e de ouvir seus comentários, mas, infelizmente, não tive tempo o suficiente para elaborar textos, compilar fotos e contar, dignamente, minhas experiências.

Apesar da saudade do blog, não queria colocar posts rápidos que não destacassem todo o fascínio e as inúmeras surpresas que tive na Turquia.

Nesses quase dois meses ausente, muita coisa aconteceu! Foram dias lindos de férias em Istambul e dias ultra corridos de trabalho no Brasil. Sem contar com a delícia de matar a saudade da família e rever todos os amigos! Como foram felizes essas últimas semanas! Mas muito, muito ocupadas. Enfim, estou de volta! E agora com mais energia que nunca e cheia de planos para o Minha Casa no Mundo! Beijos a todos!