segunda-feira, 29 de abril de 2013

Corfu, Grécia



Dizem que foi em Corfu que o príncipe, William, e a princesa, Kate Middleton, passaram a lua-de-mel. Verdade ou não a ilha é, de fato digna, da realeza!

Conhecida como a “Ilha da Esmeralda” por sua beleza e vegetação abundante, Corfu é uns dos tesouros ocultos do Mediterrâneo. Com apenas 590 quilômetros quadrados, a ilha possui uma cultura intensa e um litoral incomparável que serviram de inspiração para muitos artistas e escritores.

Um importante ponto turístico do local é o Palácio de Aquiles que foi construído pela imperatriz Elizabeth da Áustria, em 1891. O lugar possui belos jardins e uma espetacular vista panorâmica do Mar Jônico. Dentro do Palácio é possível visitar o Terraço das Musas que foi construído como tributo às nove musas da mitologia grega.

sábado, 27 de abril de 2013

Curiosidades da China – Comendo e Aprendendo

No final de semana passado, eu e minha família fomos almoçar com uns amigos chineses. O restaurante sugerido por eles, Dragon King Restaurant, serve comida de Hong Kong e está localizado à beira do Huangpu River, no Bund.

O Bund, para quem não conhece Shanghai, é a orla do rio Huangpu, composta de vários edifícios com diferentes estilos arquitetônicos e conhecido como o espaço mais romântico da cidade.

O restaurante fica bem no comecinho do Bund e tem vista privilegiada para Pudong, a área moderna da cidade. A comida do restaurante é simplesmente deliciosa!
 
Assim como em muitos restaurantes aqui da China, no Dragon King, os clientes reservam salas fechadas para refeições com mais privacidade. A nossa, além da sala de jantar, tinha até uma sala de estar. Um luxo!

Na hora de comer, eu, que modéstia à parte, sou bem à vontade com a decisão de que talher ou taça escolher, me deparei com dois pares de hashis ( 筷子 - kuàizi, em mandarim), um branco e outro preto. E agora? Foi quando uma amiga chinesa me salvou e explicou: O branco é para você se servir e o par preto você usa para comer! Quatro anos de China e eu não sabia disso!!!
 
 
 A nossa mesa lindamente arrumada e lá atrás a varanda com vista para o rio. O dia estava feio mas no verão você pode usar o espaço para um café ou a sobremesa.
 



Os hashis brancos e pretos. Agora eu sei para que servem!
 

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Santorini, Grécia


Santorini era anteriormente conhecida como Kalliste que em grego significa “a mais bela”. Sem dúvida a ilha justifica o nome que carregava.

Tenho comigo um princípio, quando viajo, que se o acesso é difícil, com certeza a paisagem será recompensadora. Assim que chegamos no minúsculo porto de Santorini descobrimos que precisaríamos ou pegar um teleférico que subia praticamente na vertical, ou alugar mulas para nos levar até onde a cidade de fato acontece. Optamos pelo teleférico, mais rápido e sobraria mais tempo para conhecermos a cidade.

Santorini está localizada na região onde aconteceu a maior erupção vulcânica da história, considerada por alguns como responsável pelo desaparecimento de Atlântida. A história vulcânica violenta da ilha está impressa nas praias de areia negra, nas moradias danificadas por terremotos e nos penhascos íngremes de lava que mergulham no mar azul escuro do Mediterrâneo .

A visita a Santorini vale a pena a cada passo da caminhada pelas tortuosas ruas de pedras. As erupções vulcânicas na região criaram praias de paisagens únicas e incrivelmente belas, com areia escura e águas cristalinas.  Tudo isso somado às casas caiadas de branco penduradas em rochedos vulcânicos tornam a ilha extraordinariamente linda.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Míconos, Grécia

 
Nas águas azuis do Mar Mediterrâneo, fica um dos lugares mais convidativos de toda a Grécia: Míconos. Famosa por sua celebrada vida noturna, estilo de vida cosmopolita e suas incontáveis baías, praias e as pitorescas ruas de paralelepípedos, a ilha conquista qualquer visitante.

De acordo com a mitologia grega, foi lá que Hércules matou os gigantes. Diz a lenda que as enormes pedras espalhadas pela ilha são seus corpos petrificados.

Seja pela mitologia ou pela beleza natural, Míconos é imperdível. Extremamente sofisticada e luxuosa, a ilha é a preferida dos artistas e intelectuais que chegam com o objetivo de relaxar e ao mesmo tempo desfrutar da famosa e agitada vida noturna.

Cozinha de alta classe, boutiques elegantes, tradicional arquitetura perfeitamente preservada, centenas de igrejinhas brancas espalhadas por toda parte, velhos moinhos de vento feitos de pedra, praias de areia branca e as águas de cor azul escuro do Mar Egeu. Não tem como não se apaixonar por Míconos!

O que mais me chamou atenção na ilha foram os moinhos. Eles são três moinhos brancos, construídos com pedras, como a maioria das edificações locais, e dispostos no alto de uma colina. A landscape da ilha por causa deles é inconfundível e torna a cidade ainda mais charmosa! Do alto da colina, quando se sobe para vê-los de perto, a vista é belíssima! Acho que em toda minha vida nunca tinha visto moinhos tão lindos, tão característicos!

Ah, o pelicano que aparece nas fotos é o mascote da cidade! Pelo menos foi o que me disseram!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Split, Croácia


 
Passei somente um dia na Croácia, mas rapidamente deu para perceber porque Split é um dos portos mais fascinantes do Adriático.

Com um porto de 1.700 anos, diversos monumentos históricos, museus e galerias, sem dúvida um dia foi pouco para o que Split merece, porém não posso reclamar, aproveitei o dia o máximo que pude!

Mesmo com pouco tempo, não pude deixar de visitar o Palácio Diocleciano. Construído no litoral de Split por volta de 295 d.C. o palácio é uma das residências reais romanas mais bem preservadas do planeta! A estrutura é praticamente uma cidade, com 16 torres, 3 templos e o mausoléu do imperador.

O futebol é tudo na Croácia! Os habitantes locais são fanáticos por seu time. Dizem que essa cidade tem a melhor atmosfera para se assistir a um jogo de futebol em toda Europa!

A culinária local é magnífica! Vale a pena experimentar a autêntica cozinha croata em um konoba – um restaurante familiar ao estilo antigo. Surpreendentemente delicioso!

Outras atividade que eu não fiz, mas serão um excelente pretexto para voltar para Split:

·         O Museu Arqueológico. Trata-se do mais antigo museu da Croácia, com uma grande coleção de objetos datados de eras pré-históricas.

·         A galeria de Mestrovic que expõe a maior coleção de trabalhos do artista, inclusive esculturas, pinturas a óleo e desenhos.

·         Monte Marjan de onde a vista do Adriático é formidável.

·         E claro, preciso voltar para visitar a cidade de Trogir, um Patromônio Mundial da Unesco que fica nas vizinhanças de Split.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Veneza



Muito difícil falar de Veneza pois, de uma forma ou de outra, todo mundo conhece um pouco da cidade, seja porque já visitou ou porque já ouviu muito falar.  Por isso vou contar, do meu jeito, o que é Veneza para mim.

A primeira vez que estive na cidade foi na minha lua-de-mel. Claro que não precisa dizer que foi maravilhoso!!! Dessa última vez, eu estava com marido, três filhos e os meus pais, enfim, um batalhão de gente! Nem por isso a cidade deixou de ser, para mim, um dos lugares mais românticos do mundo!

Um dos meus lugares favoritos é a Praça de São Marcos. A Basílica de São Marcos é, sem dúvida, o ponto turístico mais famoso da cidade. Construída para abrigar o corpo de São Marcos no século IX, ela foi reconstruída no século XI. O interior é repleto de mosaicos maravilhosos, com estátuas, ícones e os famosos cavalos trazidos por São Marcos depois da Quarta Cruzada em 1204.

Outro ponto imperdível é o Palácio Ducal, residência oficial do governo, e sua famosa Ponte dos Suspiros, que liga o Palácio às prisões do Estado.

Andar a pé pela cidade é outra atração. As pequenas ruas construídas com paralelepípedos e as intermináveis pontes fazem de Veneza uma cidade única!

Claro que não pode faltar, em uma visita à cidade, o famosíssimo e delicioso passeio de gôndola!

Por acidente, na minha lua-de-mel, descobri um lugarzinho um pouco afastado do centro turístico que é um encanto: o Lido. Dessa vez, quando retornei, fiz questão de voltar lá para mostrar às crianças. O Lido é um pouco diferente do centro histórico de Veneza, lembrando mais uma cidade pequena do interior da Itália. Lá vimos menos turistas e os que encontramos são italianos fazendo turismo interno. Para se chegar lá, é só tomar a balsa que faz o transporte público, leva por volta de 30 minutos.

Ah! Uma dica: experimente a cozinha local! Os italianos raramente fazem compras em supermercados. Em vez disso, a maioria prefere lojas de especialidades. Você pode comprar bolos e doces na "pasticceria", leite na "latteria", e massa, presunto e queijo em um "alimentari". É uma forma divertida e interessante de fazer compras, e você descobrirá que a comida é sempre fresca e deliciosa! Essa também é uma maneira de penetrar na rotina dos venezianos e descobrir como os italianos são alegres e descontraídos! 

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Ilhas Gregas






Em julho de 2011 fiz uma viagem muitíssimo especial: um cruzeiro pelas Ilhas Gregas.

Posso falar sem pensar muito que nas Ilhas Gregas foram onde eu vi as paisagens mais lindas da minha vida!  

Já tinha feito um outro cruzeiro antes, em 2008, só que no Brasil, pela Royal Caribbean. Gostei tanto de viajar de navio que resolvi apostar em uma viagem internacional. Para quem ainda é meio avesso a viajar de navio, antecipo que a escolha da companhia é fundamental e a Royal Caribbean, para mim, é A companhia para se viajar. Nos dois cruzeiros que fiz só tive boas surpresas.

Fazer um cruzeiro é combinar o conforto do navio, com uma cidade diferente a cada dia e muitos, muitos entretenimentos à noite, quando se volta para o “hotel”, e o navio está navegando. Enfim, tudo perfeito!

Saímos de Veneza, onde já estávamos há seis dias aproveitando a cidade, e fizemos o seguinte percurso: Split, na Croácia, Míconos, Santorini, Corfu, Katakolon, Olímpia, Piraeus, Atenas e Creta (Shania), na Grécia.

Para organizar o nosso roteiro aqui no blog, farei um post para cada cidade diferente. Será, portanto, uma longa viagem! Para não ficar muito cansativo, prometo ser o mais suscinta possível a cada destino e entre os post da Grécia farei alguns da China para variar.

Beijos e até a nossa próxima cidade, Veneza!!!!!



 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Curiosidades da China - Superstição

Deixando de lado a tensão que estamos vivendo aqui em Shanghai por causa da temida gripe aviária, vou contar uma novidade para descontrair!

Decidi criar um novo tema de postagens, Curiosidades da China. Minha idéia é escrever  posts curtinhos, rápidos de ler, só para contar coisas que talvez vocês ainda não saibam. Hábitos comuns aos chineses, mas que podem parecer estranhos ou engraçados para nós.

Hoje vou contar sobre as superstições na China. Os chineses são muito supersticiosos. Os andares 4, 14 e 24 de muitos prédios não existem, porque o som do ideograma do 4 é parecido com o do ideograma que significa morte. Celulares terminados em 4 ou com muitos 4 são bem mais baratos, e muito utilizados por estrangeiros que desconhecem o assunto.

Já o número 8 tem o ideograma que lembra o da prosperidade. Número de celulares, placas de carros são normalmente muito mais caras quando carregam este número! Isso é levado tão a sério por aqui que os Jogos Olímpicos de Pequim começaram no dia 08 de agosto de 2008, às 8:08 da noite.

Beijos e muitos 8 s para vocês!
 

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Gripe Aviária na China - Shanghai


Aqui no blog, eu conto para vocês não somente das viagens que faço, mas também do meu dia-a-dia aqui na China.
 
Como muitas pessoas, parentes e amigos, aí no Brasil têm me perguntado sobre o assunto, resolvi escrever um pouquinho sobre o tema que está super em pauta: a Gripe Aviária.

Não estou aqui para dar dados e nem informações precisas sobre o tema, pois nem mesmo os tenho. Vou contar para vocês apenas o que tenho visto nas ruas e nos noticiários e como nós, moradores de Shanghai, estamos convivendo com tudo isso.

Os notíciários têm dado grande cobertura ao assunto e o que sabemos através deles é que cerca de 28 casos de infecção pelo vírus H7N9 já foram confirmados no país. Entre eles nove pessoas faleceram e 4 permacem doentes. Portanto existem casos de doentes que se curaram, entre eles está o de um garotinho de 4 anos que foi tratado num hospital infantil, como paciente de gripe comum, e teve alta. Uma excelente notícia! Em todos os casos confirmados da doença, a transmissão ocorreu entre ave-humano, ainda não sendo constatado se o vírus é capaz ser passado de um humano para outro.

Meus filhos estudam em uma escola internacional e lá eles já elevaram o nível de precaução levando em consideração que já estaríamos vivendo uma epidemia, o que, graças a Deus, não é o caso. Na escola somente pais, alunos, professores e funcionários podem entrar, sendo vetada a entrada de fornecedores, principalmente aqueles que fazem o abastecimento dos alimentos na Escola. A Escola também cortou do cardápio, frango, ovos e qualquer outra ave. Fomos também orientados a reforçar com as crianças as rotinas básicas de higiene para prevenir a transmissão caso seja constatado o contágio da doenças entre humanos.

Enquanto a Escola radicalizou, para minha sorte de mãe super estressada e preocupada com meus pequenininhos, nas grandes redes de supermercados, frangos e ovos continuam a ser vendidos normalmente.

Mesmo estando super angustiada com esse perigo em potencial, confio e vejo o governo chinês como muito eficiente em casos como este, onde tenha que se agir rápido, tomando medidas radicais. Os mercados aqui de Shanghai, onde as aves são vendidas vivas, foram fechados e mais de 20 mil aves, entre galinhas, patos e pombos foram capturados, abatidos e enterrados. A vacina contra o vírus também já está sendo desenvolvida.

Vamos torcer para que tudo fique bem, e logo!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Parques Chineses - Vídeo

Pela primeira vez aqui no blog, vou mostrar um vídeo de rua para vocês conhecerem um pouquinho mais da China.
Nesse filme, eu mostro dois vídeos que fiz em Beijing.
O primeiro é de uma aula de arte marcial e o segundo de um senhor praticando caligrafia. Os dois vídeos se passam em parques de Beijing.
Se gostaram me avisem para que eu traga outros filmes para vocês!
Beijos e uma feliz semana!



sábado, 6 de abril de 2013

Parques Chineses

Quando eu vim morar na China, trazia na cabeça a imagem de um típico jardim chinês, cheio de árvores, rios, cachoeiras e casinhas chinesas. No fundo eu não imaginava encontrar lugares como esses dentro de uma metrópole tão grande e agitada como Beijing, mas, felizmente, eu estava enganada!

Não somente Beijing, como a China inteira é repleta de parques e jardins muito especiais. Por normalmente ocuparem grandes áreas dentro das cidades, os parques conseguem criar uma atmosfera de tranquilidade mesmo localizados nos grandes centros urbanos.

Beijing existem muitos, muitos jardins espalhados por todos os lados. O meu preferido é o Ritan (Templo do Sol). Aqui em Shanghai o mais bonito de todos, para mim, é o Yu Yuang Garden.

Os parques e jardins possuem uma razão simples de serem tão bonitos e bem cuidados, os chineses precisam deles! Historicamente os chineses não têm o hábito de passar muito tempo dentro de casa.

Antigamente as residências chinesas eram equipadas apenas com quartos. As casas não tinham banheiros, nem cozinha. As famílias utilizavam banheiros públicos e para cozinhar era comum colocar o fogão na calçada de casa para fazer a comida. O resto do tempo, quando não estavam trabalhando, os chineses estavam nos parques. Claro que muita coisa mudou, mas ainda é possível ver traços dessa herança.

Quando eu morava em Beijing, passeando no centro histórico, ainda tive a oportunidade de ver mulheres preparando as refeições na calçada e pessoas saindo de casa de pijama para usar o banheiro público!

Justamente por causa de costumes como estes os jardins e parques chineses são lugares tão especiais no dia-a-dia de homens, mulheres e crianças. Nesses parques é comum ver pessoas fazendo as mais diversas atividades que nós ocidentais fazemos em casa ou na academia, como jogar cartas, praticar artes-marciais, jogar peteca, fazer exercícios e até mesmo dançar.

Encontrar chineses dançando nos parques é muito mais comum do que se imagina! Munidos com um pequeno carrinho de som e muita vontade de se exercitar as pessoas vão chegando e começa a dança. Quando o grupo é formado só por mulheres a dança é coreografada. Quando praticadas por homens e mulheres são dançadas em pares, cada casal no seu passo e estilo. O curioso de tudo isso é que a atividade é tratada como exercício e entre os casais de dançarinos não se observa, necessariamente, nenhuma relação afetiva além do simples e puro desejo de se exercitar!

Com tantas atividades para se fazer nos parques está mais do que justificado o porquê deles serem lugares tão agradáveis!
 
Ritan Park

 
 
 
 
 
Pescaria no Ritan
 
  


 
Dança nos parques
 

 
Ritan

 

 
 
 
 
 
Música nos parques 

Yu Yuang Garden
 







Detalhe do telhado dos prédios
 


 
Casa de Chá do Yu Yuang Garden
 

 



 

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Boas notícias

Esse post é especial pois tenho uma novidade para contar aqui no blog. Bilhetes comprados e hotel reservado para a próxima viagem, Turquia! Estou anciosíssima pois além de ter muita curiosidade de conhecer Istambul, essa será a minha primeira viagem depois da criação do blog. Já estou fazendo planos de como poderei atualizar o blog durante a viagem, sem contar que vou poder investigar ainda  mais o lugar pensando no que contar para vocês!

Quem já tiver ido, por favor me mande dicas, ok?

Enquanto a Turquia não chega vou continuar com os posts dos arquivos das viagens já realizadas!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Hotéis na Tailândia

Bangkok, duas vezes no mesmo hotel!

Em Bangkok ficamos hospedados no Royal Orchid Sheraton Hotel & Towers as duas vezes em que estivemos na cidade. Voltamos nele porque é de fato um excelente hotel! Como minha família é grande, muitas vezes, ao invés de dois quartos, pedimos um family room que normalmente cabe todo mundo e ajuda na logística. O apartamento tinha um quarto de casal e uma ampla sala de estar onde ficaram as camas extras. O café-da-manhã do hotel é simplesmente divino! Ótima localização à beira do rio de onde se toma a balsa para ir a vários pontos da cidade. Fácil acesso a táxis.

Fotos do hotel:
 
A vista do hotel do outro lado do rio.
 
 
 Restaurante tailandês.
 
 
Bar da piscina
 
 
 
 Restaurante Italiano.
 
 
Piscina
 
 
Bar da piscina
 
Railay, 21 noites!

Ficar 21 noites no Sunrise Tropical Resort seria um exagero, se ele não estivesse localizado em Railay Beach! Reservamos um chalé delicioso que coube toda a família. O staff era muito gentil e solícito. Passamos a noite de réveillon em um lual na praia do próprio hotel. O restaurante deles é divino! Comida simples, mas maravilhosa! Apesar da praia ter várias opções de restaurantes, o nosso preferido era o do hotel.

Link: http://www.sunrisetropical.com/

Fotos do hotel:
 
 
 Nosso chalé
 
 
 A praia do hotel
 
 
A varanda do chalé

 
O restaurante na beira da praia


Nosso quarto


Phuket

Em Phuket, investimos no hotel e quase não fomos à cidade. Ficamos a metade da estadia no The Westin Siray Bay Resort & Spa e o restante no Le Meridian Phuket Beach Resort.
Gostei mais do Westin. Várias opções de restaurantes todos com comida deliciosa. Estrutura super moderna. Entretenimento para as crianças.
O Le Meridian é um hotel imenso, muitíssimo bem conservado, porém é mais antigo. Todas as tardes um bebê elefante passeava pelo hotel. Diversão garantida para as crianças!
Os dois ficavam em praias particulares.



Fotos dos hotéis:
 
Piscina Le Meredian


 Piscina no quarto do Westin

 
Piscina Westin

 
The Westin!

 
Mais piscina!

 
Paraíso!!!!!