sexta-feira, 31 de maio de 2013

Meu Livro de Seda

Antes da invenção do papel, o livro era um privilégio de poucos. As impressões eram feitas em seda o que tornava os livros incrivelmente caros.

Sempre tive curiosidade em ver, tocar e ler um livro desses. Já até cheguei a ver alguns em museus, mas eles, obviamente, sempre estão em stands protegidos por um vidro e intocáveis!

Há três semanas, eu recebi um lindo presente do meu maridão: um livro de seda!!!!! Para completar a minha alegria, o livro conta a história do West Lake, um lago belíssimo, localizado na romântica cidade de Hangzhou, China.

A cidade é o destino turístico dos casais em lua-de-mel e o lago é a principal atração do local. A minha paixão pelo West Lake é porque ele é, literalmente, o palco de um dos shows mais lindos que já vi na minha vida! Para quem já veio me visitar, certamente me ouviu falar desse show ou, então, até foi comigo nele. Afinal, todo mundo que aparece por aqui é um pretexto para voltar à Hangzhou para assistir ao show!

Bem, Hangzhou, West Lake e o show valem um post à parte. Fico devendo essa!

O livro é impresso em uma única peça de seda, dobrada em folhas contínuas. Sua encadernação é dura, acolchoada e, obviamente, encapada em seda.

Tirei algumas fotos e fiz um vídeo tentando dar à vocês uma idéia melhor do que é o livro.

 
Ele vem em uma caixa super fofa!
 



A caixa aberta


A capa do livro também em seda.
 


 

As folhas contínuas mostrando que o livro é uma peça única.




 


 
O livro além da história do Lago possui selos chineses que fazem menção à Hangzhou ou ao Lago.





 

 

 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Chinês X Refrigerante

Desde que coloquei os pés na China, descobri que o chinês não é muito fã de refrigerante. Nos supermercados a bebida fica sempre em uma gôndola isolada e modesta, sem nenhum destaque. Nos restaurantes, por inúmeras vezes, recebemos a bebida quente, o que demonstra que eles não tem a menor idéia de como serví-la. Para piorar, se o restaurante for tipicamente chinês, eles, certamente, sequer terão a bebida no cardápio!

Tudo isso não era novidade para mim! Sei que os chineses tradicionalmente tomam chá durante as refeições mas nunca imaginei o porquê de eles não tomarem refrigerante.

Há uns dias atrás, tudo foi esclarecido! Em uma mesa de restaurante, uma amiga chinesa me pergunta:

Amiga: “ Suas crianças querem tomar refrigerante? ” (Porque todos estavam tomando chá)

Eu: “ Não, tudo bem, eles estão ótimos tomando chá! ” (E estavam mesmo. Gostam de refrigerante mas não é um vício!)

Amiga : “ Deixa eu pedir, eu sei que as crianças gostam! ”

Eu: : “ Vocês não gostam de refrigerante, não é? ” (Fazendo referência, não à família dela, mas aos chineses em geral)

Amiga: “ Claro que a gente gosta! A gente não toma porque faz mal!!!!!”

Inacreditável!!! Quanta consciência! Já pensou se nós ocidentais só comêssemos o que nos fizesse bem?!!! O chinês faz isso! À medida do conhecimento dele, claro!

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Casa do Dragão

Neste final de semana fui deixar meu filho numa festinha de aniversário bem longe da nossa casa. Passei por um ponto muito interessante de Shanghai e lembrei de falar para vocês sobre esse lugar.

Os chineses contam que trabalhadores estavam erguendo um pilar central para dar sustentação ao cruzamento de diversas highways quando perceberam que, apesar dos estudos mostrarem que não havia nenhuma rocha ou algo parecido obstruindo o caminho a ser perfurado, todas as máquinas e equipamentos eram incapazes de continuar a escavação. Depois de muitas máquinas quebradas e equipamentos destruídos, um sábio foi chamado ao local e afirmou que o motivo de não conseguirem avançar na obra era que eles tinham alcançado à casa de um dragão adormecido.

O tal sábio fez um estudo para descobrir o mês, dia e hora em que o dragão acordaria e deixaria sua casa. Essa seria a oportunidade para continuar a perfuração! Feito isso, os operários retomaram a obra na data precisa, indicada pelo sábio, e, para nossa surpresa (não para a dos chineses que acham que a história faz todo sentido), as máquinas conseguiram continuar a perfuração sem nenhuma dificuldade!!!!!!

Depois de muitas ofertas, orações e pedido de desculpas ao Dragão, o sábio ordenou que decorassem a tal coluna em homenagem ao dono da casa. Assim fizeram. O tal sábio, que era jovem e com perfeita saúde, morreu no dia seguinte ao êxito da perfuração. Vingança do Dragão!

Aqui estão as fotos que eu tirei da tal coluna. Não ficaram muito boas pois o sinal abriu e não deu para chegar muito perto. E também eu estava na via térrea, a coluna pega uns três ou quatro andares de highways! Mas para a sorte de vocês eu consegui encontrar uma foto na página da CNN que mostra bem o lugar. A história que a repórter da CNN conta é um pouco diferente da minha. Bem, quem me contou essa minha versão da lenda foi um morador de Shanghai!
 
 
Ali na frente, à esquerda, fica a tal coluna construída sobre a casa do Dragão! 
 
 
A coluna mais de perto. Dei um zoom e ficou ruim o foco, mas dá para ver desenhos de vários dragões.



Nessas duas fotos, dá para ver como são muitas as vias que se cruzam no local.



Essa é a foto da repórter da CNN. Outra coisa!!!!!! Dá para perceber bem como a coluna é linda!


 
E essa sou eu batendo fotos em pleno engarrafamento, um perigo!!!!
 

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Para comprar o peixe, tem que saber pescar!

O chinês tem o hábito de comer comida muito fresca. Nós no Brasil, principalmente no Ceará, infelizmente, temos que nos conformar com vegetais e frutas não tão novinhos. Lembro-me muito bem das primeiras vezes que fui fazer compras com a ayi. Praticamenete tudo que eu coloquei no carrinho de hortaliças, ela devolveu dizendo que eu não sabia escolher! Na verdade, era o meu nível de exigência que era baixo demais!

Da mesma forma que vamos todos os dias à padaria comprar pão, o chinês tem o hábito de todos os dias ir à feira comprar frutas, verduras e a carne. Colocar um vegetal na geladeira para comer dois ou três dias depois é quase um pecado por aqui! Com a carne acontece igual. Não se compra carne, peixe ou frango para congelar e ir comendo aos poucos, se compra fresca, recém abatida ou muitas vezes....viva!

Pois é, isso para mim sempre foi meio difícil de aceitar. Não sou vegetariana, mas confesso que não me agrada muito a sensação de olhar nos olhos de um bichinho que depois eu vou comer. Sabe aquela ilusão que a coxinha de frango que está ali embaladinha e congelada é simplesmente comida e nunca foi um animalzinho? Pois é, prefiro viver com essa ilusão até o momento que minha consciência não suporte mais e eu me renda ao mundo vegetariano!

Nas feiras chinesas, é comum encontrar todas as aves vivinhas. Codornas, patos, pombos, frangos, etc. O freguês escolhe e o açougueiro faz o serviço! No supermercado não tem aves vivas, ainda bem! Mas tem os famosos peixinhos nos aquários!

Tirei algumas fotos da enorme variedade de frutos do mar que eles oferecem ainda vivos no supermercado. No final tem um vídeozinho de uma cliente pescando o peixe e entregando para o rapaz colocar no saco e pesar... ainda vivo!

Tão fofinhos. Dá vontade de levar para casa e transformar em animalzinho de estimação!
 



 
Esse é feio! Parece uma cobra!
 

Essa foto deu um trabalhão para tirar e ainda ficou horrível, mas isso aí é uma tartaruga!


Mexilhões e ostras


Mais mexilhões. E isso aí dentro de uma saquinho é uma espécie de tartaruga, não sei como chama. Vejam como é caro! 480RMB equivalem a R$ 160,00 por MEIO quilo! 


Mais conchinhas

 
Esse é muito feio, é praticamente uma cobra! Eles deixam dentro de um saquinho para o peixe não fugir. A foto ficou ruim porque não tive nem coragem de chegar muito perto...

 
Visão geral do aquário

 
E aqui a nossa pescadora!!!!

 
Chamou o funcionário para ajudar a escolher.

 
 

Peixe pescado

 
E o vídeo.

 
Aqui tem o link do vídeo no You Tube para quem preferir asistir por lá.
 
 

quarta-feira, 22 de maio de 2013

O que se come na China?

Muitas pessoas no Brasil me perguntam com frequência o que eu como aqui na China. Se eu consigo os ingredientes para fazer comida brasileira, que tipo de comida preparamos em casa (chinesa ou brasileira) e a velha e tradicional pergunta se aqui na China se come gafanhoto, barata, cachorro, etc....

Para esclarecer com todas essas dúvidas, eu decidi começar a mostrar algumas fotos e vídeos (que seguirão nos próximos posts) sobre a alimentação aqui na China e como minha família e eu nos relacionamos com a culinária chinesa.

Bem, primeiro eu gostaria de responder logo à pergunta que, confesso à vocês, é a que me deixa mais incomodada. Aqui na China não se come gafanhoto, inseto nem todos esses bichos estranhos! Pronto respondi! É mais ou menos como alguém perguntar para um cearense se ele come calango. Bem, eu nunca comi. Sei que deve ter algum fundo de verdade para a pergunta existir. A seca no nordeste é algo realmente muito cruel e acho que tudo pode virar alimento. Na China é igual. Já houve muita pobreza e, como eles são muitos, talvez tiveram que comer de tudo. Mas não existe, nos dias de hoje, esse apelo à comida tão estranha, havendo tantas outras opções como eu vou mostrar para vocês! Claro que existem coisas que são bem esquisitas para nós brasileiros, mas nada de nojento, isso não!

Para preparar comida brasileira para minha família eu consigo praticamente todos os ingredientes no supermercado. Faço feijoada, vatapá, churrasco, farofa, couscous, pão de queijo, pudim, cocada, brigadeiro, bolo de chocolate, tudo em casa!

No entanto, no dia-a-dia, a comida da minha casa é muitíssimo variada. Comemos comida chinesa, preparada pela ayi (já expliquei o que siginifica mas para quem não leu o post anterior, ayi é a pessoa que me ajuda em casa) e comida brasileira, de vez em quando. Porém, eu ensinei a ayi a preparar pratos diferentes de todo lugar do mundo. Comida mexicana (a preferida das crianças), comida tailandesa (favorita do marido), italiana, árabe, etc. Adoro cozinhar e minha família adora comer! Combinação perfeita!

Mas eu estou falando tudo isso para mostrar que viver na China não é um desafio gastronômico. Além dos temperos locais, os supermercados são muitíssimo bem equipados com seções de importados de dar inveja a qualquer loja especilizada.

Hoje, fui ao supermercado e trouxe algumas fotos para vocês das frutas e verduras. Depois eu mostro as outras seções. A peixaria é divertidíssima, tem até pescaria, aguardem!
 
Esta é a seção de frutas e verduras do supermercado onde eu faço compras.
 


Vejam quantos tipos de tomates! Aquela ali atrás é a ayi!
 


E quantas maças diferentes! Tem maça branca, amarela, cor de rosa e vários tipos da vermelha!
 

 
Os embalados que facilitam a vida de todo mundo.

 
E os cortadinhos para quem não tem muito tempo! Reparem no mamão, melão, abacaxi e jaca. Iguais aos nossos!

 
Essa é a litchia. Adoro!!!! Acho que já tem no Brasil mas a fruta é originalmente asiática.

 
Caixinhas de isopor com gelo por baixo para conservá-las!

 
Essa aqui é a Dragon Fruit. Não sei se tem nome em português. Parece um kiwi por dentro só que é branca e tem gosto de uva verde, mais ou menos. Fotografei na mão para dar noção do tamanho.

 
Aspargos frescos. Maravilhosos!!!!! Trouxe para o jantar.

 
Vários tipos de vagem. Acho que tem mais uns dois que eu não consegui pegar na foto.

 
Goiaba


 
 Mais maças. Essas são da seção de importados.
 
 
Manga, deliciosa e sem fibras.

 
Abacate. Pequeno e sem fibras.

 
Kiwi

 
Cereja

 
Gente, não lembro como é o nome dessa fruta em português. Alguém me ajuda?

 
Morango

 
Milho verde

 
Meu carinho. E olha que eu ainda não tinha terminado as compras!

 
Durian. Lembra a nossa jaca, mas é diferente.

 
Coco seco

 
E vários tipos de melancias e melões