quarta-feira, 6 de março de 2013

Transporte - Dubai


Nos próximos posts vou tentar falar somente de Dubai para encerrar essa viagem, podermos arrumar as malas e partir para uma outra. Quem sabe Coréia, Tailândia, Malásia, Singapura ou Austrália. Se tiverem sugestões de por onde queiram começar, deixem aqui um comentário.
Sempre que viajamos gostamos de usar aqueles ônibus vermelhos (Hop-on/Hop- off) que fazem passeios pela cidade. Existem várias empresas que fazem esse tipo de serviço e a que usamos em Dubai foi o Big Red Bus. Para quem não conhece e queira usar em uma próxima viagem, fica a dica. O link deles é http://www.bigredbus.com/ . Para quem viaja sem excursão eles são uma excelente alternativa. Possuem serviço de guia em várias línguas através de fones de ouvido, levam você aos principais pontos da cidade e você fica livre para escolher onde descer e quanto tempo ficar em cada ponto, sem aquela chatice de excursão que demora tempo demais onde a gente não tem nada para ver!
Em Dubai também usamos metrô, taxi e balsa. O metrô é moderníssimo e eficiente. Usamos apenas no dia do réveillon pois voltar para casa de taxi naquele dia estava impossível. No serviço de taxi anunciava que a fila era de 50 mil pessoas esperando!!!!
O taxi é muitíssimo prático pois TODOS os motoristas falam inglês e, pelo menos os que peguei, também eram muito simpáticos e solícitos. Uma curiosidade é que em Dubai existem taxis pintados de rosa em que somente motoristas mulheres trabalham para atender a clientela feminina que não gosta de ser vista a sós com um homem!
A balsa é uma aventura. Ela cruza Dubai Creek, que divide Bur Dubai (centro da cidade) de Deira, onde ficam os mercados. Usei a balsa quando precisei atravessar para ir aos mercados. É uma aventura e a cenário é lindíssimo, pena que meu trajeto foi curtinho. Ela é baratinha e super popular.
 Esse não era um ônibus de verdade mas uma estação de espera para os dias quentíssimos de verão!

Atrás de mim da para ver alguns barquinhos na enseada.
O barquinho mais de perto para se ter noção da aventura.